A interdependência entre a formação do profissional da saúde e a litigância para Judicialização:

de que maneira o modelo biomédico repercute negativamente no Poder Judiciário?

  • Marco Aurélio Souza Mendes
Palavras-chave: SUS, Relação interprofissional, Judicialização da Saúde, Medicalização, Formação profissional na saúde

Resumo

O artigo pretende apresentar uma breve discussão sobre como o modelo biomédico e científico da medicina ocidental na formação do profissional da saúde contribui com elementos negativos para fomentar a Judicialização da saúde no país. Será realizada uma revisão bibliográfica sobre artigos e teses de doutoramento que trabalham o tema da formação do profissional médico e na relação entre Poder Judiciário e profissional da saúde. Os resultados pretendem identificar que a formação biomédica contribui para individualizar demandas e fortalecer o sistema de medicalização e a indústria comercial farmacêutica, desconstruindo as bases da integralidade e equidade do Sistema Único de Saúde para tornar a saúde um privilégio de classes sociais mais abastadas.

Publicado
04-12-2018
Seção
Acesso à Justiça e Direito Processual