A gestão penal da pobreza no curso da história: das origens da penitenciária às crises contemporâneas

Autores

  • Francisco Nogueira Machado

Palavras-chave:

História. Sistema penitenciário. Neoliberalismo. Gestão penal. Pobreza.

Resumo

A falência do sistema prisional pode ser atribuída à ideologia da gestão penal da pobreza que, no curso da história, permeou as diretrizes da política criminal, fazendo com que o Estado, ao invés de investir no campo dos direitos sociais, garantindo-se um patamar mínimo de condições gerais de vida, promovesse intervenção repressiva sobre as camadas menos favorecidas da sociedade do ponto de vista econômico e financeiro. Neoliberalismo e gestão penal da pobreza são sinônimos neste contexto de simbolismo ideológico que faz com que a maioria da população acredite no golpe capitalista de que a criminalidade sucumbe ou se retrai diante de maior grau de intervenção penal. Analisar-se-á brevemente a trajetória histórica do tratamento penal da pobreza e como se dá sua relação com os problemas da precariedade carcerária e do excesso de prisão preventiva atualmente no Brasil.

Downloads

Publicado

07-12-2018

Como Citar

Nogueira Machado, F. (2018). A gestão penal da pobreza no curso da história: das origens da penitenciária às crises contemporâneas. Revista Da Defensoria Pública Da União, 1(08). Recuperado de https://revistadadpu.dpu.def.br/article/view/106